Portal da Regularização Ambiental SRB REGULARIZE JÁ

Produtos extrativos despertam atenção na Rio+20

São 23 empreendimentos de agricultores familiares, povos e comunidades tradicionais que representam os quatro biomas brasileiros: Cerrado, Mata Atlântica, Caatinga e Amazônia

Do Mapa

A feira organizada pela Conab e os ministérios do Desenvolvimento Social (MDS) e do Desenvolvimento Agrário (MDA), dentro da Praça da Sociobiodiversidade, ao lado do Museu de Arte Moderna (MAM), na Rio+20, está conseguindo atrair a atenção de muitos visitantes que, pela primeira vez, conhecem produtos extraídos das matas brasileiras, possibilitando um futuro de viabilidade econômica e ajuda no sustento de muitas famílias.
 
Segundo a equipe da Conab que está no Rio de Janeiro acompanhando o trabalho, os visitantes dos estandes deixaram lá, só nos dois primeiros dias da feira, no fim de semana, mais de R$ 82 mil, na compra de produtos artesanais, comidas típicas das áreas extrativas e da agricultura familiar, além de produtos como castanha-do-brasil, pequi e outros.
   
São 23 empreendimentos de agricultores familiares, povos e comunidades tradicionais que representam os quatro biomas brasileiros: Cerrado, Mata Atlântica, Caatinga e Amazônia. Em conjunto, os expositores vão gerar renda para 13.833 famílias que vivem da extração das matas em pé.
   
O evento vai até sexta-feira (22) e são aguardados, além do público brasileiro, representantes de muitos países que participam da Rio+20. A feira faz parte do Plano Nacional de Promoção das Cadeias de Produtos da Sociobiodiversidade (PNPSB), numa parceria da Conab com o MDS e MDA.

O trabalho de implantação do plano, iniciado em 2009, desenvolve, atualmente, ações de fortalecimento e promoção das cadeias de produtos extrativos de 10 estados prioritários (AM, PA, AP, RO, MT, AC, MA, TO, PI e CE), envolvendo 237 municípios.
 
Mais informações: www.conab.gov.br

 
 

Galeria de Imagens

 


Assuntos mais buscados